segunda-feira, abril 16, 2012

Decisões à gaja!


Andar 1 semana a pensar obsessivamente em fazer uma franja, chegar à cabeleireira e não descansar enquanto ela não lhe faz a bendita franja, sair da cabeleireira orgulhosa da bela da franja, chegar a casa e espetar com um gancho na franja, gancho esse que só sairá quando a dita franja crescer até deixar de se enfiar pelos olhos adentro.

É assim a vida de uma gaja...

8 comentários:

Sissamar disse...

Ahhhhh graças aos ceus que encontrei alguém "como a mim"!!! Volta e meia tb me dá a panca da franja e depois passo a vida a embirrar com ela e passa o tempo todo presa até que a consiga prender atrás da orelha! Até já disse à minha cabeleireira que ia escrever um post-it e colar no espelho da casa de banho a explicar o quanto odeio franjas e o trabalho que dão, para não me esquecer quando as vontades começarem a surgir novamente!

Cátia Rodrigues disse...

Compreendo-te ahah! E eu queria tanto cortar a minha :b

Turista disse...

Querida Miss Dreams, o que vale é que cabelo cresce, verdade? ;)
Eu nunca me arrependo de cortar o cabelo, pois já sei que passado uns dias, já está maior.
Se tudo fosse tão fácil de resolver, seria uma maravilha. :)

AD disse...

Corta! Corta! Corta!

:)

Miss Dreams disse...

Já cortei AD, há 2 semanas, e há 2 semanas que ando de gancho :D

Miss Dreams disse...

Querida Manuela, eu também não me arrependo, tanto que quando é para decidir, há gente que anda meses a ponderar um corte, eu é só arranjar vaga na cabeleireira. E ele cresce bem rápido. Mas pronto, tem destas coisas! Estou fartinha de saber que franja só serve para incomodar os olhos, mas insisto em fazer sempre a mesma asneira :)

Paulinha disse...

Ahaahh aconteceu-me o mesmo na semana passada. Saí de lá toda contente qual papoila saltitante depois de um corte com franja chanel (disse-me a cabeleireira, que eu disso não percebo nada!) e vai de agora andar sempre com gancho porque não estou a gostar muito :s

Harmony disse...

Ahahah, sou igualzinha! É que o raio da franja irrita, de vez em quando! Então quando está vento? Um mimo.