sexta-feira, fevereiro 03, 2012

Relação amor-ódio...


Gaja que é gaja gosta de ir à cabeleireira... eu não sou excepção. Gosto da ideia de ir lá mudar o visual, mas saio sempre de lá danada.

1.º a lavagem de cabeça irrita-me. Detesto que me mexam no cabelo e couro cabeludo e aquele ritual demora muito mais do que a minha paciência aguenta. Ainda na mesma linha de ideias, o acto de secagem é outro que demora mais a terminar do que a construção da torre de babel. Tenho cabelo arraçado de africano, é mais que muito e como as cabeleireiras são perfeccionistas e gostam de deixar impecável o que é impossível de deixar impecável, todo este processo me torra a pouca paciência que sobrava da lavagem anterior. Depois, saio sempre de lá com um volume na raiz que não preciso de todo, qual pavão inchado, quando o meu cabelo não precisa de ajuda do público para ganhar volume, e é ver-me a acordar de manhã como se tivesse um capacete enfiado nos cornos!

Por fim, arrependo-me sempre da quantidade de lã tosquiada, na altura parece-me sempre muito boa ideia, mas a boa ideia termina quando de manhã tenho que por ordem neste ninho de ratos...

Humpf...

7 comentários:

Sissamar disse...

Então??? E o cabelo à pocahontas para uma bela trança???
Eu felizmente qd vou ao cabeleireiro já nem preciso de abrir a boca! A não ser que queira uma coisa diferente do que é costume!

Miss Dreams disse...

Cabelo à Pocahontas não é para mim, limito-me a sonhar com tranças porque é impensável deixar crescer tanto esta trufa!
Ela faz-me sempre a mesma coisa, que é escadear em cima e deixar o comprimento como está, mas como o meu cabelo cresce muito e muito rápido, desabituo-me depressa de o ver tão escadeado em cima e saio sempre de lá arrependida, mas é coisa para durar uma semana no máximo :D

Sissamar disse...

Eu tb corto sempre assim, para não ter de mexer muito no comprimento.
A minha cabeleireira já sabe que é sempre o mínimo dos minimos (a não ser que me dê a travadinha, mas aí até ela me põe travão pq já sabe como é!) Não me escadeia é tanto para cima. Normalmente começa a escadear da orelha para baixo.
No verão quando lá fui disse-lhe que o queria cortar por cima do ombro (eu tenho-o praticamente pelo meio das costas!)... ela olhou para mim de lado e disse "Acho que não é preciso tanto, vamos deixar abaixo do ombro! E eu bem esperneei mas não adiantou de nada! E ainda bem que me tinha arrependido logo à primeira lavagem de certeza!!!

anabenfica disse...

Eu simplesmente odeio ir ao cabeleireiro. Não vejo um único ponto positivo em tal deslocação.

Por isso vou lá 2 vezes por ano...

cycle disse...

Cá para mim andas a frequentar o cabeleireiro errado :)))

Miss Dreams disse...

Cycle, a avaliar pela carrada de cabeleireiros que já fui experimentando ao longo dos anos, concluo que o defeito é mesmo meu e da minha palha...

Sini disse...

ahahahahah!!! Cabelo liso e erámos muito mais felizes!! :)