terça-feira, janeiro 17, 2012

A árdua tarefa que me espera hoje ao fim do dia...

... é ir com mais uma amiga escolher o belo do vestido de noiva! E já sei que o caso vai ser bicudo, ao estilo experimentar 30 vestidos e nenhum prestar, e siga para a próxima loja, e após 20 lojas, voltar à 1.ª para voltar a provar o 14º vestido que se provou porque era exactamente aquele. Já é a 5.ª amiga que ajudo neste processo e já estou traumatizada...

Eu devo ter sido um caso muito raro, ou não fosse eu própria um bicho em vias de extinção... cheguei à 1.ª loja (que nem sequer loja de noivas era, era apenas uma boutique normalíssima que vendia meia dúzia de vestidos de noiva - logo nem sequer tinha 300 vestidos disponíveis para eu provar), pedi para provar o vestido da montra, adorei, só não gostei da cor, provei em branco e já tá. Simples. Meia hora se tanto e o vestido ficou escolhido e comprado. E o melhor de tudo, a quase metade do preço de tabela. O noivo foi bem mais esquisito que eu a escolher!

Mas quem diz o vestido, diz tudo o resto. Assim foi com tudo, vimos 2 quintas, à 2.ª ficou escolhido, decorações e essas mariquices já tinha tudo idealizado na minha cabeça com o acordo do cherri, simples, fácil e barato e sem 347.967 pormenores.

Por mais incrível que pareça, o mais difícil para eu encontrar foi uma paneleirice para colocar no cabelo, porque eu não queria véu mas queria uma flor grande para aplicar no cabelo, e corri seca e meca para encontrar aquilo que eu queria a um preço decente, porque na Penhalta em Aveiro tiveram o desplante de me pedirem 200 € por uma flor de pano...

Menos mal que esta minha amiga noiva vai aproveitar as ideias de decorações, lembranças, convites e afins que eu fiz para o nosso e parecendo que não são menos umas quantas horas a queimar neurónios!

E aqui ficam Mr. & Miss Dreams acabadinhos de casar, já lá vão, deixem-me contar pelos dedos, quase 3 anos!

20 comentários:

Sissamar disse...

Opá, eu tb não fui nada complicadinha! Fui a duas lojas, a primeira quase obrigada pelo meu pai, pq a dona era cliente lá no restaurante, mas entrei lá e só havia vestidos tipo dama antiga e eu experimentei dois só para fazer o jeito e disse que ia pensar! Claro que não voltei lá a por os pés! Um dia, num passeio pela baixa, passei por uma loja de noivas e estava a empregada da loja a terminar de arranjar o vestido na montra... eu bati os olhos nele, agarrei na minha mãe entrei na loja e pedi para experimentar! A mulher ia-lhe dando um chelique! Tinha acabado de o por no manequim ehehehehe. Vesti aquele e pronto!
O véu... bem o véu, eu queria mesmo levar e quanto maior melhor! Não havia um véu suficientemente grande para os meus gostos então mandaram fazer um véu de 7 metros... lindooooo!
A quinta era aquela e só aquela e inclusive a data foi marcada consoante as vagas pq na igreja havia sempre, as lembranças fui eu que fiz, a decoração do restaurante e da igreja ficou dos próprios e a lua de mel essa estava pensada desde que saí das fraldas praticamente! Para a minha mãe que é pequenina e muito magrinha e calça o 33, é que foi o cabo dos trabalhos arranjar roupa e sapatos... perdi a conta a quantas lojas nós fomos, mas sem exagero, mais de 10!
Beijinho

*C*inderela disse...

eu em muita coisa também não fui muito esquisita. eu também escolhi o meu vestido logo na primeira e última loja que entrei e ao terceiro que experimentei. às vezes quanto mais se vê mais baralhadas ficamos!
comigo foi quase tudo amor à primeira vista.

bjokas

Miss Dreams disse...

O 33 Sissi???? E eu que pensava que tinha um mini pé com o meu 35!!!! E ouve lá! 7 metros de véu? Isso é capaz de ser mais do que o da Princesa Diana, paz à sua alma! :P

Miss Dreams disse...

C*inderela, é o que dá sermos gajas decididas :P não há cá indecisões pra ninguém!

Nokas disse...

Por isso é que ela te pediu para ires com ela, para ajudar a ser rápido ;)

Miss Dreams disse...

Que a santa te oiça, Nokas ;)

Turista disse...

Querida Miss Dreams, e que que bonita estavas!
Comigo ainda foi mais simples, levei uma tarde a comprar o fato (sim que eu fui de calças, top e casaco), sapatos, fato para a mãe e fato para o noivo.
E como eu gostei do nosso casamento todo em tons de vermelho e dourado, pois foi na época natalícia. :))

Sissamar disse...

Quantas vezes vou com ela à socapa espreitar a secção de criança!!! A sorte é que as miúdas cada vez mais cedo estão a usar sapatos de salto senão a minha "velhota" estava tramada!
E sim, 7 metros de véu! Qual é que é o teu problema? Fui amiguinha e pensei que as traças teriam ali "muito ano" de alimento!
Agora a sério, foram poucas as exigências, uma delas era um véu loooongo, outra era nada de pérolas, outra era uma tiara mas das modernas e a outra eram as luvas até ao cotovelo... vá não te rias que eu já faço este ano 10 anos de matrimónio, era que se usava!!!

Lígia disse...

Daqui desta perspectiva estava muito bem, sim senhora:D

Miss Dreams disse...

Sissi, eu não me rio! Gostos não se discutem, de maneira nenhuma! A mim sempre me fez muita aflição véus e luvas numa noiva, mas para ti era um sonho, não tenho o direito de gozar com isso! Só gozo com os 7 metros, vá :D Fiquei impressionada! É muito metro de véu! :P

Seja como for, a noiva tem é que se sentir bem e linda. O que os outros acham é igual ao litro, pelo menos foi assim que eu escolhi a minha fardamenta! Eu gosto? Então quem não gosta não olhe!

Miss Dreams disse...

Querida Manuela, casamento na época Natalicia ainda tem mais magia! Que giro!!! E que gira devias de ir! A minha mãe também não casou vestida de noiva e não foi isso que a fez menos noiva! Já leva 30 anos de casamento e ainda hoje adoro as fotos que ela tem do dia!

Miss Dreams disse...

Ligia, obrigada :) :) Se tiveres FB e me quiseres amigar manda-me por e-mail para o e-mail daqui do boteco que eu trato da coisa e a gente conhece as fronhas uma da outra :)

Sissamar disse...

Pois mas acredita que se fosse hoje mudava algumas coisinhas! Não levava o véu nem a tiara nem as luvas. Enfim, os tempos mudam surgem novas modas, coisinhas giras e a idade tb já é outra!

L.H. disse...

Eu levei um véu de 3 metros, mas só o usei na igreja porque estava um calor de morrer e aquilo fazia-me uma impressão do caraças!! Quanto ao vestido, foi o 1º que experimentei (resta dizer que experimentei dois...). Tu estavas tãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaao linda, caraças!!... :)

Miss Dreams disse...

Eu devo ter um qualquer trauma com tudo o que envolva caudas compridas! (deve ser por ter cú grande...)... véu ficou logo fora de questão e a cauda do vestido saltou praticamente toda fora (que ele tinha uma cauda que nunca mais acabava), só ficou aquele bocadinho que se vê na foto porque a senhora da loja insistiu muitoooooooo que uma noiva devia levar um bocadinho de cauda... e aquela bodega empecilhou-me o dia todo!

Anónimo disse...

Então e o noivo?
Também foi à primeira ou tiveste de experimentar 356.098 para sabers que esse era o tal?

Miss Dreams disse...

Anónimo, por acaso o noivo também foi logo à 1.ª, mas nada contra quem experimenta 356.089 até chegar ao tal.

Sissamar disse...

Quem experimenta 356.089 noivos na volta acaba mas é solteira e rancorosa!!! Não se pode escolher muito ;D

Anónimo disse...

Errata:

Eu escrevi 356.098 e não 356.089.
356.089 seria normal.
Já 356.098 me parece um bocadinho excessivo, daí o meu comentário...

:)

Sissamar disse...

Ah desculpe! Estou a ficar disléxica!
Nesse caso tem toda a razão, seria um número escabroso!!!
;D